terça-feira, 27 de fevereiro de 2007

Oi! escrevo para tentar ser o maximo possivel transparente, e para parecer o maximo comigo no texto pelo qual escrevo.Venho em busca de um texto de amores, preciso falar do amor! Hoje tenho 1 unica inspiração para escrever, essa inspiração é uma garotapela qual eu me sinto bobo quando estou ao seu lado..eu falo coisas realmente sem graça, apenas para lhe impressionar!mas eu me sinto maravilhosamente bem ao seu lado!voce me faz tão bem! o geito como me olha, o geito como me abraça, como sorri para mim,quando me beija, seus labios quentes tocam os meus, e é completamente maravilhoso!pena que isto não dura para sempre, e que talvez a proxima vez que eu escreva isto,eu esta com outra pessoa na cabeça!"os amores duram uma semana!" ; não trago um texto plausivel hoje, mas trago algo mais profundo,algo que esta batendo la dentro! o amor; uma coisa pronfunda, e que fazas pessoas mais dificis escrever sobre ela, penssar sobre ela, e chorartudo isso por amor! então em um ultimo paragrafo.ame a tudo oq voce tem. "Carpe diem quam minimum credula postero"(colha o dia, confia o mínimo no amanhã)

domingo, 11 de fevereiro de 2007


Oi?
(porque as pessoas comecam quse todos os seus textos com um oi? sera que elas penssam que é original?)
Esta minha vinda ao meu blog era para ser a ultima, andei penssando sobre meus trabalhos e minha escrita, e vim notando que elas não seram nenhum hino de sucesso, mas ai descobri que tenho quer ser mais eu em minhas criações (na verdade por que eu escrevo?), estou trabalhando na historia de um super heroi, mas ando meio sem inspiração, muitas coisas acontecem, agora 00:39 e no que eu pensso? em abandonar o blog? ficar sobre criticas e com letras e balelas que falaram?
Tchau!
( por que dar tchau? seria o fim? por que o tchau sempre vem no fim? por que não podemos trocar o oi pelo tchau e o tchau pelo oi?)
FIM (??)


"Ninguem pode quebrar o silencioda noite sob lua xeia" porque?

domingo, 4 de fevereiro de 2007

Primeira Parte
I

Chopin toca alto, com graves notas no fundo. Todas as pessoas falam comigo, como se me conhecessem.
A musica continua a tocar, e a tocar, cada vez mais alto, e a única coisa que me lembro é que quando esta a beira da morte, sua vida passa em um segundo na sua frente...
Experimento os doces venenos, entrego-me nas maiores desventuras, seduzo as mulheres, salvo o mundo dos criminosos, e meu mundo se dilatando, vida de herói um fascínio de enganos...
Vôo sem temer o perigo, luto bravamente contra os maus feitores com a ventura de uma criança, no braço da mulher amada busco o abrigo.
Todos pensam que eu sou um anjo, quando na verdade eu era o demônio!
Annie minha delicada aventureira bravamente defendes o bem, junto a mim carregas a harmonia nas grandes metrópoles, iremos desvendar todos os mistérios e gozaremos da eternidade.
Os vilões sempre com seus ardentes despojos a nos enfrentar, heróis não temem o perigo, no jogo sórdido estamos a nos entregar.

Segunda, 01h30min da madrugada, um estrondoso ruído vem roubar meu lúbrico sonho, mas heróis não vivem de desejo e sim de jogos fabulosos.
Mergulho o rosto na pia, penso em todos que tenho que preservar gozando do fanatismo e da boa reputação, mas uma medíocre vida deveras vazia sem tranqüilidade aparente o meu nome? Zendsky defensor dos oprimentes.
Meu semblante denota o ar angelical, respiro o ar do demônio, sou um ser deveras carregado de longa vida noturna.
Herói, humano, anjo, demônio sou um quê de supremo espalharei a justiça quando ponha minha máscara sou o melhor q há me temam e amem zendsky um anjo na pareça e um demônio em busca da saborosa vingança!

O pensamento é o ensaio da ação

Seguidores


Somente pela negação da vontade, pela castidade, a pobreza, o amor e o jejum, pode-se atingir a sabedoria.
Ocorreu um erro neste gadget