sexta-feira, 17 de agosto de 2007


Se eu soubesse que você não estava em casa ontem,
eu te procuraria perto dos livros empoeirados,
esperando pelas palavras
que me atormentavam enquanto eu não dormia,
nesta noite, petrificado pela escuridão.

um pedaço de papel rabiscado,
um verso com um coração riscado ao meio,
e as horas correndo rápido em meio a multidão.

no computador apenas uma frase rolando na tela,
aquele de já vu de sempre
o espelho sem imagem para refletir os acordes do violão
jogados na sala manchados de coca cola,
e do lado do all star q esqueci de levar comigo.

um pedaço de papel rabiscado, um verso com um coração riscado ao meio, e as horas correndo rápido em meio a multidão.

dentro do quarto ouvindo sons de mobílias sendo arrastadas..
eu só queria te contar como quase matei o presidente dos estados unidos.


Glaucia Franzon, Viktor Zanini

6 comentários:

MaxReinert disse...

opa..... bela escrita!!!
feita à quatro mãos????

Interessante aqui... voltarei!!!

César Fernández disse...

belo texto, cheio de sentimento...
também voltarei mais vezes aqui!

bella...=^.^= disse...

apreciadora nata de roqueiros...
essa sou eu.
muito boa escrita.
parabenss.
bjosss

P. Florindo disse...

Seu quarto é assim... bagunçado?

Bruno disse...

aqui é Doug

tu tem muita coisa escrita, deu preguiça d ler agora...

e eu vivo a inventar os amores disse...

Como assim,matou o presidente?
Eu vou denunciá-lo,seu broto assassino^^
E tenho dito!
Eu fiquei com ciúmes (6)
Deixou-me de lado =/
Nunca mais fez parceria comigo...
Vocês estão de parabéns,um belo escrito de fato.
(L)

Beijo,Zanini.


O pensamento é o ensaio da ação

Seguidores


Somente pela negação da vontade, pela castidade, a pobreza, o amor e o jejum, pode-se atingir a sabedoria.
Ocorreu um erro neste gadget