domingo, 15 de agosto de 2010

Reflexões sobre a formação do psicólogo escolar


O ensino apresentado na graduação de Psicologia proporciona conhecimentos totais da psicologia, inserida no âmbito social, econômico e político, de forma a elevar a prática clínica, tendo vista hoje nas escolas como “mito” em que se passa como “solucionadora de problemas”; é evidente sua importância e compromisso ético, visando aqui o psicólogo como um agente social ativo, discutindo e redefinindo seu papel, em suma, há um paradoxo na formação de psicólogos, o que fazer quanto psicólogo escolar, suas contribuições a este ajustamento de conhecimento entre a teoria e a prática, sua busca do ensino comprometido com a realidade social metafísica e seus ajustes quanto à melhoria da formação e da prática escolar. Logo, em que consiste este trabalho prático do psicólogo na educação?

É visto que o Psicólogo busca contribuir para um ajustamento global da criança procurando encontrar soluções adequadas para as variedade de situações ou dificuldades apresentadas pelos alunos através de diagnóstico, orientação e encaminhamento dos casos, todavia, sua atuação se desenvolve prioritariamente com os professores, de modo a contribuir para que estes estejam cada vez mais fortificados e instrumentalizados para uma atuação de qualidade quando provedores do conhecimento em salas de aulas. Porém, aonde começa esta formação e capacitação profissional? Já que os números nos mostram grandes dificuldades quanto à formação, identidade e conquista do mercado de trabalho e psicologia escolar, ou ainda, o curso tem dedicado com obrigação a atenção e formação de psicólogos para motivá-los e prepará-los para que, estes, estabeleçam um limite na psicologia clínica em seu sentido mais restrito?

Contudo a articulação em meio a análises de relações entre a escola e a formação e prática do psicólogo são complexos que transcendem o âmbito da psicologia, passando pelos condicionamentos políticos e econômicos da estrutura social pela finalidade da educação, tendo em vista que é preciso redimensionar o currículo de graduação, proporcionando de fato um conhecimento amplo devidamente inserido no contexto social, econômico e político elevando o nível de ensino aprendizagem para que estes desenvolvam uma consciência crítica acerca da importância do papel do psicólogo e de suas responsabilidades dentro do processo de formações de indivíduos na escola.

2 comentários:

Ana Carolina disse...

muito bom seu texto , eu faço faculdade de psicologia estou no 3º periodo e tenho muitas dúvidas sobre os campos de trabalho e tudo mais
parabéns mesmo pelo seu texto

:D

Gabi disse...

bom dizem que os psicólogos sao piores que os pacientes hauhaua legal teu bg


O pensamento é o ensaio da ação

Seguidores


Somente pela negação da vontade, pela castidade, a pobreza, o amor e o jejum, pode-se atingir a sabedoria.
Ocorreu um erro neste gadget